Musa  das Campinas

Extrema sensibilidade

Meu Diário
15/04/2015 16h18
QUANDO OS OLHOS FALAM

 

 

 

Um olhar sempre busca outro,

Exige sinceridade.

Transmite e capta em segundos...

Já pensou em cuidar mais?...

Olhe bem, sorria com os olhos.

 

 


Publicado por Nativa em 15/04/2015 às 16h18
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
15/04/2015 16h01
VENCER COM BRILHO

 

 

Cuidarei para que seja eterna a minha sensibilidade.

Envolta de duras farpas o qual o mundo aprisiona,

Importa exalar o melhor perfume, a beleza essencial,

O olhar leve e seguro, livre da areia que o vento sempre semeia...

A alma sempre encontra janelas.

 

 


Publicado por Nativa em 15/04/2015 às 16h01
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
21/03/2015 15h59
FOI PRECISO MUDAR

 

Com certeza tudo ainda poderia ter melhorado naquele momento...

Era apenas um eclípse que duraria minutos mas que não impediria de voltar a ver o brilho do sol...

Mesmo com a grande esperança que habitava à alma

o coração mal se continha em seu batimento fora do

limite. A ansiedade era gritante.

E foram os minutos... Vieram as horas, os dias... 

Durou o mal tempo. Por fim o sol reapareceu quando

a alma migrou com seu destemido voo, e  focou em outro horizonte aberto e favorável.

 


Publicado por Nativa em 21/03/2015 às 15h59
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
10/03/2015 13h05
SAÍDA

Chega o momento que vem uma resposta...

Separado do Amor é estar afastado de Deus,

Afastado de Deus, afasto de eu mesma,

E uma vez afastada de eu mesma,

Sobra a insanidade.

O alinhamento do self verdadeiro

Permite receber e estender o Amor constantemente.

Ao descobrir esse caminho nada pode dar errado

E as sombras se afastam.

 


Publicado por Nativa em 10/03/2015 às 13h05
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
10/03/2015 11h28
SOBREVIVI...

Não queria lembrar, mas lembro...

Naquele dia quando o sol se despedia,

Saí do trabalho em direção a faculdade.

O céu rapidamente escureceu...

Já havia experimentado o fio do punhal

E a alma esvaia em sangue.

Sustentar-me de pé era um desafio...

Mas, parecia que alguém mantinha-me suspensa

Pelos cabelos enquanto as pernas balançavam

Como de uma boneca de pano.

Tinha que ser suspensa pelos cabelos...

Se tocasse em qualguer parte do corpo,

Estava uma esponja embebida e o sangue corria

Pelos dedos.

Foi uma tarde que sobrevivi,

Não pergunte como...

 


Publicado por Nativa em 10/03/2015 às 11h28
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 2 de 6 1 2 3 4 5 6 [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras